DICAS PRODUTOS

Cinta modeladora pós-parto: tudo o que você precisa saber

cinta-modeladora-pos-parto

A cinta modeladora pós-parto é um dos principais itens do enxoval de uma gestante. Fornecendo segurança para realizar movimentos do dia a dia, como dirigir, caminhar e se abaixar, a cinta também auxilia na recuperação do corpo da mulher que acabou de ter bebê, o qual fica extremamente afetado pela gestação.

Afinal, nenhuma mulher quer ficar flácida, não é mesmo? O que desejamos é ter nossos filhos e continuarmos cada vez mais bonitas, e é exatamente nisso que uma cinta pode ajudar.

Se você ainda tem dúvidas sobre essas cintas, continue a leitura. Neste artigo, separamos as principais informações sobre essa peça de uso indispensável depois de uma gestação. Confira!

Função e importância da cinta modeladora

Após o parto, os órgãos precisam ser reorganizados e voltar a seus respectivos lugares. Assim, a cinta atua ajudando a reduzir o inchaço e fazendo com que principalmente o útero retorne ao seu tamanho normal e posição fisiológica.

Além disso, as cintas fornecem segurança para a mulher realizar movimentos, inclusive os bruscos, como tossir ou espirrar, por proporcionar maior firmeza aos músculos da região.

Entre outros benefícios que a cinta oferece estão:

  • deixa a silhueta da mulher mais bonita, elevando a sua autoestima;
  • ajuda a prevenir dores na coluna devido à fraqueza dos músculos abdominais;
  • evita a formação de seroma, um acúmulo de líquidos que ocorre na região da cesariana.

A cinta pode ser utilizada tanto no pós-parto, que é o mais comum, como após a realização de outros procedimentos cirúrgicos no abdômen. O período de uso recomendado é de até 3 meses, todos os dias e noites, retirando a cinta apenas para tomar banho e praticar atividades físicas para recuperar seu shape.

Principais modelos

As cintas modeladoras são encontradas em diversos modelos no mercado. Entre as mais utilizadas, estão:

  • cinta sem pernas de cintura alta: muito similar a uma calcinha, esse modelo pode subir até o umbigo ou ainda chegar na linha abaixo dos seios;
  • cinta com pernas e cintura alta: na parte superior, essa cinta alcança o umbigo ou a altura dos seios e, na parte inferior, desce até os joelhos;
  • cinta com busto para amamentação: essa cinta é acoplada a um sutiã para amamentar, muito parecida com um body (sem pernas) ou com um macaquinho (com pernas);
  • cinta abdominal: semelhante a uma faixa grossa, essa cinta envolve apenas o abdômen.

Critérios de escolha

Existem alguns pontos que você deve considerar antes de escolher a sua cinta modeladora. O tamanho é um fator muito importante e varia conforme o tipo físico da mulher, sendo que a escolha do modelo depende apenas da preferência e conforto de cada uma, porque todas fornecem os mesmos benefícios já citados.

A cinta modeladora pós-parto não pode ficar muito apertada e a mulher deve conseguir respirar, comer e sentar normalmente com ela. Escolher um modelo menor com a intenção de afinar a cintura não é uma boa ideia, porque isso impede a contração natural dos músculos e pode piorar o quadro de flacidez e fraqueza abdominal.

Além disso, a peça deve ser prática e fácil de retirar, pois não existe nada pior do que ficar com vontade de ir ao banheiro e não poder porque tirar a cinta é quase impossível!

A cinta modeladora pós-parto é uma peça fundamental no vestuário de toda mulher que acabou de ter filho, seja por parto natural ou cesárea, para ajudar na sua recuperação. Assim, investir em um modelo ideal e de qualidade é a garantia de contar com todos os benefícios do uso desse acessório.

Cinta modeladora pós-parto: Já sabe onde comprar a sua?

Quer conhecer uma marca de cintas de confiança? Entre em contato com a gente e adquira uma peça de qualidade que vai fornecer todo o conforto e segurança necessária para o seu pós-parto!

 

0 Comentários